JG INFORMÁTICA

Recarga de toner de impressora HP, SAMSUNG e manutenção de TECLADOS DE NOTEBOOK,

além de manutenção em geral é com a JG INFORMÁTICA.

Entre em contato pelo fone: (83) 9 8115-7098.

Org. Jailson Galdino

Horóscopo diário

17 de fevereiro de 2016

Campinense vence o Imperatriz por 2 a 1 e assume a ponta do Grupo A

Raposa não chegou a jogar bem, mas ainda assim atuou melhor que o Cavalo de Aço.
Campinense e Imperatriz se enfrentaram no Almeidão (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb)

O Campinense até jogava a 140km de distância de casa, mas era o mandante da partida. E tinha uma pequena, mas animada torcida a seu favor. O Imperatriz não, era sabidamente o visitante. E isto se transferiu para a forma de jogar das duas equipes. A Raposa foi desde o início em busca da vitória, criava as oportunidades e ficava muitas vezes no "quase". O Cavalo de Aço, por sua vez, se posicionava lá atrás, fechado, e pouco chegando ao ataque. Esta realidade fez o jogo ser mais imprevisível do que aparentava no início, mas acabou mesmo com vitória do Campinense, por 2 a 1, que apesar dos erros jogou melhor e atacou mais.


Com o resultado, o Campinense chegou aos quatro pontos marcados no Grupo A. É o líder isolado do grupo, ao menos até a quinta-feira, quando Salgueiro e ABC se enfrentam no fechamento da segunda rodada. O Imperatriz, por sua vez, fica com apenas um ponto marcado, e se complica um pouco na tabela. 


Na terceira rodada, o Imperatriz joga na quarta-feira da semana que vem no Estádio Frasqueirão, em Natal, contra o ABC. Um dia depois, o Campinense joga mais uma vez em casa. E desta vez, em casa mesmo. Já que, tendo cumprido sua suspensão, deve estrear no Estádio Amigão, em Campina Grande. A partida é contra o Salgueiro.


Dez minutos de pressão e nada mais 

O Campinese teve dez bons minutos no primeiro tempo. E neste período, abafou o rival de uma forma impressionante. Atacava, se infiltrava na área adversária e quase marcava. Quase. Porque apesar de só dar Raposa, gol mesmo não saiu. E depois deste primeiro momento em que o Imperatriz se segurou como pôde, a situação se normalizou mais. Porque de um lado a Raposa diminuiu sem ímpeto; e do outro o Cavalo de Aço conseguiu equilibrar o duelo. E assim, a primeira etapa foi até o final.

Enfim, os gols 

No segundo tempo, a Raposa marcou logo de início. Aos sete minutos, Chapinha fez boa jogada pela direita e passou para Ronaell abrir o placar. Mas o clube paraibano, depois do gol, recuou. E pagou o preço por isto, porque a cada momento a partida ficava mais aberta. E quanto o ex-trezeano Yeren entrou no jogo aos 28 do segundo tempo, vestindo as cores do Imperatriz, o atacante nigeriano parecia saber como vencer o rival que ele tanto conhecia. Precisou apenas de cinco minutos para empatar o duelo. A torcida da casa sentiu o golpe. Temeu o pior. Mas quando o empate parecia óbvio, o atacante Rodrigão, que jogava mal até então, deixou o dele. Aos 39 minutos, num toque após falta batida por Filipe Ramon, para definir a vitória raposeira.


Curta nossa página nas Sedes Sociais: Facebook, Twitter, Google+ e You Tube.

Fonte: globoesporte.globo.com/pb

Nenhum comentário :
Write comentários

Todo e qualquer conteúdo publicado nos comentário do Actual Esporte é de total responsabilidade de quem os aferir.